Ir para conteúdo do site
Siga

Ir para conteúdo

Prefeitura de Carazinho - RS
Acompanhe-nos:
Facebook
Instagram
Notícias
Principal   Notícias
 

30/05/2018
Reunião com entidades discute paralisação

O nono dia da paralisação dos caminhoneiros é marcado por expectativa. A categoria aguarda a votação no Senado da isenção das cobranças de Pis, Cofins e Cide.

 

Em Carazinho, como em todo o país, os reflexos da mobilização já começam a trazer transtornos à população como a falta de combustível, gás, paralisação das aulas da rede estadual, prejuízos na produção de leite, impacto no comércio, entre outras questões que que foram levantadas no final da tarde desta terça-feira (29), em uma reunião convocada pelo prefeito Milton Schmitz.

 

Estiveram presentes representantes das entidades ACIC, CDL, OAB, Sindilojas, Sindicar, Sindicato Rural, Ministério Público, Brigada Militar, Bombeiros, Polícia Civil, empresários do setor de transportes, postos de combustíveis, indústria, além de Vereadores, Secretários, vice-prefeito Fernando Sant’Anna de Moraes, prefeito de Chapada, Carlos Catto e, representando o Movimento dos Caminhoneiros em Carazinho, Charles Kuffel.

 

O encontro foi movimentado pela necessidade de se buscar em conjunto com lideranças, solução para uma situação que até o momento tem sido compreendida e apoiada pela comunidade mas, se não houver bom senso e responsabilidade, se encaminha para um cenário de prejuízo social e econômico muito grave.

 

“A mobilização foi oportuna, legítima, contou com o apoio de todos e teve suas reivindicações atendidas. Nossa preocupação é que esse apoio comece a cair devido a falta de combustível”, disse o prefeito.

 

Na opinião do presidente da Associação Comercial e Industrial de Carazinho – ACIC, Jocélio Cunha, a ideia é realmente encontrar uma solução de consenso que evite maiores problemas. “Estamos a partir de agora, contabilizando alguns prejuízos, essa é a nossa preocupação”.

 

O prefeito de Chapada Carlos Catto, foi categórico e esclarecedor em sua análise sobre a paralisação. “O movimento iniciou com os caminhoneiros autônomos e a reivindicação era o preço elevado do diesel. Essa era a pauta. O governo fez a sua parte, agora a paralisação precisa parar para o Brasil andar”, afirmou.

 

Já o promotor Juliano Grizza, também presente no encontro, disse que caso o movimento continue, uma reunião está prevista para quarta-feira (30) com prefeitos da região para definir uma forma de escoltar caminhões que possam trazer combustível para Carazinho e cidades da região.

 

O líder do movimento em Carazinho Charles Kuffel, admite que as reivindicações foram atendidas mas a mobilização ainda persiste devido as manifestações de apoio que os caminhoneiros receberam da sociedade. “Estamos aguardando a votação da PL120 “, afirma.

Autor: Assessoria de Comunicação

 
Galeria de Fotos:   Ver mais
Publicado: 30 de MAIO de 2018
Reunião com entidades discute paralisação

 
 
 
 
Prefeitura de Carazinho-RS
SIGA-NOS
endereço
ENDEREÇO
Av. Flores da Cunha, nº 1264
CEP: 99500-000
atendimento
ATENDIMENTO
De Segunda-feira a Sexta-feira das 8h15 às 11h45 e das 13h30 às 17h00.
contato
CONTATO
(54) 3331-2699
prefeitura@carazinho.rs.gov.br
newsletter
NEWSLETTER
Inscreva-se para receber, em seu e-mail, informativos da Prefeitura de Carazinho
Seta
Copyright Instar - 2006-2019. Todos os direitos reservados - Instar Internet Instar Internet